Arte Francesa

Depois do sucesso da découpage em 3D, uma nova técnica invade o mercado artesanal brasileiro: a arte francesa. Desenvolvida a partir da sobreposição de lâminas de papel decorativo, a técnica tem encantado pelo visual, destacando especialmente detalhes que se encontram em primeiro plano nos motivos escolhidos. E é exatamente na escolha deste motivo que se encontra o segredo da arte. Ele precisa ser rico em detalhes para que seja possível adquirir o resultado de volume e movimento esperado com técnica - feita, no mínimo, em cinco cama das. Na verdade, o trabalho pode ser resumido da seguinte forma: primeiro, usa-se o motivo de forma integral, em seguida, a cada camada sobreposta à folha inicial, preparada com cola de silicone, placa pluma ou fita de alto-relevo, são retirados detalhes por detalhes do motivo até que o desenho salte aos olhos transformando o trabalho num show de cores, estilo e realismo.
Nesta primeira edição da Coleção Arte Francesa você vai conferir doze idéias geniais, ensinadas passo a passo por três mestres no assunto: as artesãs, Mara Fernandes, Silvia Guiral e Vitória Carvalho. Elas mostram, além da arte francesa, possibilidades variadas na utilização de molduras e texturas a serem aplicadas sobre a madeira. Agora é com você, aproveite todas as dicas desta publicação especial e faça maravilhas a partir das idéias disponíveis aqui.

 

Confira algumas dicas importantes para adquirir bons resultados ao confeccionar os trabalhos .
Para recortar os papéis para arte francesa, comece utilizando a tesoura garça de ponta fina. Em alguns detalhes, utilize o estilete para cortar. Para os detalhes internos, utilize o estilete de ponta giratória.
Os recortes devem ser feitos sempre evidenciando os detalhes de primeiros planos. Para obter o volume necessário entre as camadas, utilize fita de espuma dupla-face, cola de silicone ou placa pluma.

Todos os recortes boleados devem ser adaptados com cola de silicone.
Antes de iniciar o trabalho, analise o desenho e defina os recortes a serem utilizados em cada plano.
Lembre-se de retirar as margens que contêm as referências do papel antes de iniciar o projeto.

CURIOSIDADES SOBRE A TÉCNICA

As origens da arte francesa são incertas. Sabe-se que no século XVII começaram a chegar na Europa móveis da China com imagens laqueadas. Os ebanistas franceses tomaram esta técnica, melhorando-a, utilizando gravuras com flores que cobriam com muitas camadas de verniz. É de lá que tem origem a palavra 'decoupage', cujo significado é recortar. Inicialmente essas imagens eram planas e acredita-se que artistas empreendedores deram a elas volume utilizando pedaços de cortiça. Em outros países, esta técnica passou a ser conhecida como découpage tridimendional. No entanto, dependendo do país em que a arte é praticada, ela recebe nomes distintos, como arte holandesa, na Holanda, découpage tridimensional na Inglaterra, enquanto na Espanha a chamam de arte francesa. No Brasil, a técnica chegou já aprimorada da Europa e, claro, aperfeiçoada de acordo com os materiais disponíveis no país e com as características de trabalho do artesão brasileiro.


hit counter
Categorias