Bordado florentino
O que é preciso

LÁPIS E RÉGUA
PAPEL QUADRICULADO
TALAGARÇA
AGULHA DE COSTURA
LINHA FINA - TESOURA
AGULHA P/TAPEÇARIA Nº 20
LÃ PARA TAPEÇARIA
LÁPIS PARA MARCAR

O BORDADO FLORENTINO É USADO EM: capas de almofadas • capas e marcadores de livros.
Executado sobre talagarça, é um motivo simples e repetido, baseado em fileiras de ziguezague de diferentes cores. O desenho proporciona muitas variações, que podem ser simples ou mais complicadas, conforme o gosto.

Os bordados em talagarça com pontos retos são conhecidos como bordados florentinos. O motivo florentino não é nada mais que a repetição de fileiras de um ziguezague uniforme e progressivo, que costuma ser feito em diversas cores. A primeira fileira se forma combinando saliências e reentrâncias de um mesmo tamanho e as fileiras seguintes repetem o mesmo padrão por cima e por baixo da primeira fileira de pontos.
O desenho em ziguezague é formado pela combinação de pontos retos que podem abranger de dois a oito furos e um degrau, ocupando o número de furos dos intervalos entre um ponto e outro. Esse intervalo deve ser, no mínimo, de um furo a menos do que o ponto mais longo. Quanto mais longos forem o ponto e o degrau, mais pronunciadas serão as saliências e as reentrâncias.
COMO FAZER UM ZIGUEZAGUE
1- Trace o desenho num papel quadriculado (aqui, o ponto é de seis furinhos e o degrau, de três). Faça, com a linha fina, uma cruz no centro da talagarça. Comece o primeiro ponto a partir do centro e pegando seis furos abaixo.
2- Trabalhe da esquerda para a direita da talagarça. Certifique-se de que o primeiro ponto fique reto no avesso e retire a agulha na fileira seguinte, três furinhos acima do primeiro ponto reto.

3- Faça o segundo ponto enfiando a agulha seis furinhos abaixo e o terceiro, igual e ao lado do segundo. Uma vez terminado este ponto, volte a retirar a agulha na altura do fio horizontal da cruz.

CONFECÇÃO DE UM MARCADOR DE LIVRO

Corte dois pedaços de talagarça de 24 x 7 cm. Trace uma linha a I cm da beirada e marque os cantos com lápis próprio. Faça uma bainha, dobre os cantos e alinhave. Marque o centro da talagarça com uma cruz. Borde um motivo florentino em ambos os pedaços de talagarça, como indicado nas etapas 1 a 5. Junte as ourelas das duas peças com lã de tapeçaria
4- Repita os três primeiros pontos até o final da carreira e retire a agulha no centro da cruz, três furinhos acima do primeiro ponto. Trabalhe o lado esquerdo da carreira.
5- Borde a segunda carreira com lã de tapeçaria de outra cor, partindo do centro para à direita e, depois, para à esquerda, como fez com o primeiro fio. Escolha outra cor para bordar a terceira carreira.
O ponto florentino básico dá origem a um ziguezague uniforme,
que se obtém combinando saliências e reentrâncias
de um mesmo tamanho. Conforme se façam
saliências e reentrâncias maiores ou
menores, o ziguezague ficará
mais ou menos
pronunciado
.
hit counter
Categorias