bordado á mão >> ponto caseado >> crivo >> ponto cruz >> bordado em negro >> bordado em pedrarias >> pontos >> bastidores >>
Bordado em negro
O que é preciso:
• uma meada de linha molinê
• um pedaço pequeno de talagarça
• agulha de tapaçaria nº 24
• tesoura

A imitação do ferro forjado é uma técnica tradicional que continua sendo muito utilizada em diversos artigos aos quais dá um toque de sofisticação.

A IMITAÇÃO DE FERRO FORJADO SE USA EM: panos de amostra • enfeites de golas e punhos de camisas • murais • almofadas

A imitação de ferro forjado é um tipo de bordado em que se contam os fios e que, tradicionalmente, era feita com linha preta sobre fundo branco. Em seu apogeu, séculos atrás, foi muito usada para enfeitar golas e punhos brancos com bonitos desenhos bordados em preto. Agora, pode ser feita em branco sobre preto ou amarelo sobre vermelho, variando os tons e usando mais ou menos fios de molinê. Os desenhos costumam  girar em torno de figuras geométricas, para os quais se usa, principalmente, o pesponto. O objetivo é ressaltar a combinação de desenhos, por meio da composição e do liso de linha e tudo bem contrastantes.
Os desenhos são feitos sobre um papel quadriculado que serve de molde e referência na hora de bordar. No caso de um desenho tadicional, o que supõe um  contorno  cheio de desenhos geométricos, borda-se primeiro o contorno e, em seguida, acrescentam-se os desenhos internos.

O pesponto é feito sobre talagarça, um tecido uniforme, para criar um desenho regular. Conforme são usados os pontos, uns em relação aos outros, criam-se desenhos geométricos, repetindo o motivo do mesmo tamanho ao longo do tecido.
PESPONTO

Os contornos deste bordado são feitos com pespontos. São semelhantes ao alinhavo, mas sem espaços, e se trabalha da direita para a esquerda.

1-
Retire a agulha a um ponto de distância do princípio da carreira que vai ser bordada. Leve-a para trás e enfie no início da carreira.

 
2- Para fazer o segundo ponto, retire a agulha um ponto adiante do primeiro. Enfie a agulha no mesmo furo do final do primeiro ponto e continue assim até completar a carreira.

1-Borde a linha central do desenho com pespontos e dois fios de linha molinê preta. Conte o número de espaços e mantenha o tamanho para não ter que descosturar por causa de erros.
2-Os pequenos desenhos que parecem borboletas são feitos com pespontos pequenos. E preciso contar bem o número de furos, para não usar os furos correspondentes ao ponto anterior. Quando for necessário, passe a linha de um ponto a outro, pelo avesso, assegurando-se de que não se veja a linha pelo direito.
3- Borde também com pespontos as figuras tipo estrela que aparecem nas extremidades dos pontos longos. Uma vez mais, conte os furos e os pontos para obter um efeito uniforme.
4- Para terminar, borde as argolas depois das estrelas. Corte os possíveis pedaços de linha que tenham ficado no avesso, com uma tesourinha afiada. Passe o trabalho pelo avesso, com o ferro quente.

toque final
Para dar um realce a um desenho particularmente escuro, convém usar a linha dourada ou prateada.
hit counter
Categorias