Ebanização

Como é feito

Assim como as demais técnicas, o móvel deve ser inteiramente lixado e deixado na madeira natural. A tinta preta é obtida da mistura do pó xadrez (pigmento encontrado em lojas de material de construção) com álcool, ou betume, e seladora. A finalização se dá com o verniz fosco aplicado com o compressor. Como os veios da madeira ficam acentuados, não são recomendados MOF, marfim e outras madeiras do gênero. Para a melhor conservação do móvel, limpe somente com um pano úmido.

Ebanização - Renove com preto

Quer transformar de vez a mesa de jantar já meio sem graça? Então recorra à ebanização e escureça o móvel sem medo de errar. O nome da técnica faz referência à cor da madeira do ébano, uma árvore nativa da África, de tom quase negro. O resultado é um móvel clássico e neutro. A diferença deste acabamento em relação à laqueação é que as ranhuras da madeira não são apagadas. "Fica mais natural. É quase um tingimento", diz o arquiteto Antônio Ferreira Júnior. "E ele se compõe bem com outros tons de madeira, sem o risco de brigar", conclui o profissional, que, vira e mexe, lança mão da técnica no projeto de seus clientes. Outro foco de interesse é que a ebanização se adapta perfeitamente a portas e até mesmo a pisos. O mesmo processo pode ser chamado de off-white, só que, em vez do preto, o branco é utilizado.

Fonte: Casa Claudia  
hit counter
Categorias